Tags

, ,

Continuando a discussão sobre a quase-experimentação no estudo da cultura, pensamos em discutir nesta semana o texto:

Cambell, D. T. (1969). Reforms as experiments. American Psychologist, 24, 409-429.

Para enriquecer a discussão, Angelo também apresentou brevemente o seguinte quase-experimento: Schnelle, J. F. & Lee, J. F.  (1974). A quasi-experimental retrospective evaluation of a prison policy change. Journal of Applied Behavior Analysis, 7, 483-496.

(O JABA publicou excepcionalmente os comentários dos revisores sobre o artigo de Schnelle e Lee [1974]: Reviewers’ Comments. Journal of Applied Behavior Analysis, 7, 495-496.)

Anúncios