Tags

, , ,

Data: 26/09/2007 – Hora: 14:00

Local: PUC-SP

Mestrado em Psicologia Social

O título do dissertação foi: “Contribuições da Análise do Comportamento
ao estudo do comportamento político”. E a banca examinadora foi composta por: Salvador A. M. Sandoval (orientador), Maria Amalia Andery e José Gualberto Tuga Martins (Prefeito de Bauru-SP).

RESUMO
A literatura no campo da Psicologia Política tem se preocupado, em grande parte, com o estudo do fenômeno da Participação Política, tendo como dados os participantes de uma ação coletiva. Porém, da mesma forma que existe um grande número de pessoas participantes, existe também um número que não ingressa no movimento social, uma camada da população que não adere ao movimento. Sobre este tema há poucos estudos na literatura científica. Nosso interesse é o questionamento acerca do que determina a participação política e a não participação no Movimento Estudantil olhado através da lente da Análise do Comportamento. Porém, aqui nos deparamos com um problema metodológico. A Análise do Comportamento não aparece nas pesquisas em Psicologia Política no Brasil, portanto é necessário que justifiquemos esta escolha como válida. Por isso nosso objeto de trabalho será uma descrição teórica de como podemos trazer a Análise do Comportamento para a Psicologia Política, seguida por uma proposta de análise da participação e não participação no movimento estudantil da PUC/SP como um exemplo de aplicação desta metodologia. Levantamos alguns aspectos importantes: primeiro deles é o fato de, ao analisar os dados, existe uma busca pelo relacionar eventos para assim explicar um fenômeno; um segundo aspecto que também merece ser comentado é a discussão que a Análise do Comportamento traz sobre a validade do relato verbal como dado de pesquisa. Em síntese, descrevemos aqui o que entendemos como a principal contribuição que a Análise do Comportamento pode trazer ao estudo do comportamento político. Esta perspectiva de compreensão do fenômeno político enquanto um processo sucessivo e interrelacional de eventos, traz uma perspectiva de historicidade ao evento e de relação entre indivíduo e ambiente fundamental para a compreensão do comportamento político.

Anúncios